terça-feira, 2 de agosto de 2011

O PODER DA AUTO - HEMOTERAPIA



O QUE É:

A auto-hemoterapia é, como o próprio nome sugere, a terapia com utilização de sangue da própria pessoa. O sistema consiste em retirar 5 ml, 10 ml ou 20 ml de sangue da pessoa e, no mesmo momento, aplicá-lo no músculo (braço ou nádegas) de forma que o corpo do indivíduo crie mecanismos de defesa elevando os níveis de macrófagos de 5% para 22% (São os macrófagos que fazem a "limpeza" do nosso corpo, eliminando a fibrina, bactérias e vírus do organismo e são produzidos pela medula óssea). Esses níveis elevados de defesa, criados pelo próprio organismo, atingem o pico após 8 (oito) horas de aplicada a injeção e duram por até 05 (cinco) dias, quando então começam a diminuir até atingirem os valores normais de uma pessoa sadia (5%).

Logicamente que, aumentando a defesa do próprio organismo, este está menos sujeito a uma série de enfermidades. Para quem não sabe, o remédio, quimicamente preparado pelos laboratórios, não curam doenças. Eles "forçam" o corpo a produzir essas defesas. Assim, o sistema é o mesmo sob o ponto de vista genérico só que sem a necessidade do uso de medicamentos - a maioria deles com efeitos colaterais. Outra vantagem é o custo praticamente zero (o que vai de encontro aos interesses dos laboratórios).

DOSAGEM: Dependendo do caso, se não for grave, a dosagem pode ser de 5 ml, dividindo 2,5 ml em cada deltóide (músculo do braço) ou em cada glúteo. Esta dosagem é para crianças. Normalmente, para adultos, a dosagem ideal é de 10 ml, dividido em 2 partes (5 ml em cada braço ou 10 ml no glúteo). Em casos gravíssimos, Dr. Moura recomenda 20 ml.

OPINIÃO:
Por Fernando Toscano:

Em 2004 iniciou-se uma verdadeira "guerra nos bastidores" quando o médico clínico-geral, Dr. Luiz Moura, atualmente com 82 anos, do Rio de Janeiro, resolveu "abrir a boca" e confessar os benefícios desse tratamento alternativo, válido e barato, capaz de ajudar a curar doenças e auxiliar no tratamento de outras, concedendo uma entrevista que foi gravada em vídeo - reportagem de Ana Martinez e Luiz Fernando Sarmento - e hoje está circulando em todo o país. São milhares de relatos favoráveis, pessoas que fazem uso da auto-hemoterapia gerando grandes benefícios à sua saúde.

Eu mesmo, sou adepto da hemoterapia, desde o início de abril/2007 e me sinto muito bem, mais disposto, pois meu ritmo de vida é alucinante - trabalho 6 dias por semana, em média 14 horas por dia ainda encontro tempo para me divertir e fazer parte de trabalhos sociais junto às comunidades da igreja na qual faço parte. As pessoas me questionam coisas do tipo: "- Fernando, fico admirado (a) como você agüenta um pique desses todos os dias". Outro dia estive a pensar e vi que, realmente, cada vez me canso menos e estou sempre disposto o que não acontecia até o início deste ano (me sentia extremamente cansado e ansioso).

Uma quantidade enorme de pessoas tem procurado, com sucesso, adotar a prática da auto-hemoterapia e, como não poderia deixar de ser, começaram as pressões contrárias. O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a ANVISA foram os primeiros: médicos e farmacêuticos estão proibidos de utilizar a técnica pois, segundo eles, não "existem estudos científicos que comprovem algum benefício ao usuário da auto-hemoterapia e os riscos não foram ainda avaliados". Posteriormente, dia 22 de abril de 2007, a Rede Globo de Televisão, em cadeia nacional, no programa "Fantástico" fez uma série de críticas ao Dr. Luiz Moura e sua técnica, mesmo ouvindo diversas pessoas com opiniões favoráveis à auto-hemoterapia e tendo sido comprovados diversos benefícios desse "tratamento alternativo" (Veja aqui). O que se pode observar é que o Brasil é mesmo um país atrasado, que serve aos interesses dos poderosos - como sempre. A Rede Globo não tem condições técnicas para avaliar ou julgar algo de tamanha importância. Quem esses jornalistas pensam que são afrontando o conhecimento e a experiência de um médico com 64 anos de medicina e usuário da técnica há mais de 30 anos? ANVISA, CFM, CRMs, Rede Globo e laboratórios são poderosos, mas contra o povo, nada são. Na verdade são todos incompetentes nas funções que exercem, ultrapassados e atendem interesses sob a sombra da verdade, que vão de encontro às verdadeiras necessidades da sociedade brasileira. Por esses motivos também entrei nessa guerra e irei até o fim. Me desculpem os termos, mas que se danem os interesses dos laboratórios, que se dane a burocracia pública dessa péssima agência (ANVISA) que tanto mal faz aos interesses do Brasil (são muitos casos conhecidos como o do polímero já divulgado aqui no Portal Brasil e as exigências descabidas aos laboratórios e empresas brasileiras), que se danem o CFM e CRMs que sabem da técnica e nunca se posicionaram, nunca efetuaram estudos adequados e agora vêm ameaçando com sanções aos profissionais de saúde que aplicarem a técnica em seus clientes e que se dane a Rede Globo que sempre atendeu interesses dos poderosos e também procura o marketing próprio num programa que de fantástico nunca teve nada. Resultado: o povo não aceitou, encarou a briga e vamos vencer! Ninguém, repito em letras maiúsculas, NINGUÉM provou que a técnica faz algum mal - mas proibiram...

3 comentários:

  1. Procure entre amigos conhecidos e parentes, quem faz uso da AH e veja se seu relato não será súde. E de graça. Talvez ai resida a lógica da teoria de conspiração... Entre meus familiares, o uso da auto hemoterapia proporcionou a dispensa médica de 2 cirurgias e de diversos remédios. Economia (a preços do ano passado) de algo em torno a R$ 700/mês... A terapia tem similaridade com a vacina ZIMDUCK, cujo princípio de ação é a proteinoterapia. Pesquise na FIOCRUZ USP e UFRJ.

    a AH tem comprovação científica em Medicina Veterinária (100 anos), tem comprovação científica na Alemanha, onde é empregada há 78 anos, no México, e em diversos estudos brasileiros e estrangeiros. No PUBMED pesquise autohemotherapy. O procedimento de injetar o próprio (auto) sangue (hemo) para combater doenças ou recuperar saúde (terapia) é empregado em vários tratamentos aceitos:PRP, PPP, tampão sanguíneo peridural, injeção de sangue autólogo dentro de olho lesionado, FTP etc.

    Olivares Rocha
    olivares@oi.com.br

    ResponderExcluir
  2. A necessidade é a mãe das descobertas! A indústria ñ pesquisa nem novos antibióticos (denúncia do Prêmio Nobel de Química de 2009) quanto mais uma terapia que procederá a dispensa de vários de seus insumos! ( em minha família somos 5 fazendo e vimos desnecesários R$ 700/mês em remédios dispensados pelos médicos que os prescreveram ao observarem nossa saúde, há mais de 4 anos!!!) Ademais, a internet está cheia de estudos, inclusive no PUBMED, relatos, histórico clínico, e vários e vários praticantes atestando saúde. Século de receita médica no BR e no mundo, Livros de Medicina atestando a AH há aos borbotões. Até mesmo o emprego da AH em Veterinária há século, em animais que valem milhões de reais, além do fato de não existir sequer UM registro de efeito negativo ou colateral no correto uso da terapia. Pesquise, pesquise e pesquise. depois converse com conhecidos que usam a terapia e tire as suas próprias conclusões. Assim fiz há 5 anos atras e hoje, depois de mais de 230 aplicações, onde recebi mais de 1,4 litros de meu próprio sangue coletado com toda asepssia, só posso relatar a saúde que este procedimento me proporciona.

    ResponderExcluir
  3. Minha mãe faz a mas de três anos e está muito feliz com o resultado tem sessenta seis trabalha caminha parecer uma jovem glória Deusssss

    ResponderExcluir